quarta-feira, 16 de junho de 2010

Pensamentos Escorridos


Foto: Maria Branco
http://mtbranco.blogspot.com/
http://fotomaria.blogspot.com/


Quando estivermos frente a frente,
vou soltar meus passos em teus momentos,
meu acalento no teu espaço.
Deixar que as palavras me desnudem,
quando sentir o teu abraço.
  
Quando eu pegar na tua mão,
quero destapar os teus segredos em silêncio,
procurar no teu seio o meu abrigo.
Sentir o teu regaço se entregar,
ao nosso desejo escondido.

Quero acariciar o tronco nu da tua árvore,
disputar os teus galhos, os teus ramos,
desfolhar as tuas folhas salpicadas.
Quero colher as tuas rosas,
porque as pétalas vão no vento desfolhadas.

São apenas pensamentos que me escorrem,
entre as minhas lembranças orvalhadas.


Texto: Victor Gil 

15 comentários:

Maria disse...

Victor,

Parabens pela partilha deste magnifico poema!
Obrigada!!

Gostei de te ler... Voltarei!

Beijinhos

Andradarte disse...

Pensamentos profundos..
Bonito poema.
Abraço

Sonhadora disse...

Meu querido amigo
Sensuais pensamentos, num lindo poema.
Já tinha saudades.

beijinhos
Sonhadora

Elaine Barnes disse...

Poesia pura! Nuss! Muito linda amigo!Esse verso achei maravilhoso
"Quero acariciar o tronco nu da tua árvore,disputar os teus galhos, os teus ramos,desfolhar as tuas folhas salpicadas.Quero colher as tuas rosas,porque as pétalas vão no vento desfolhadas."
Desnudar uma mulher como uma árvore...Montão de bjs e abraços

RosanAzul disse...

Querido Gil,
O que posso dizer...

Já não tenho mais pétalas...
Resta-me apenas o vento.
Junto as tuas lembranças orvalhadas,
dormitam as minhas,
onde juntas sonham com o despertar,
silenciosas como a noite
que é aonde passeiam entre as estrelas
de mãos dadas
nossa esperança...

Obrigada pelo carinho de sempre!
beijo grande,
RO

Mª Angeles y Jose disse...

Con la poesia nos llenas de sentimientos.

Muy bonita.

Besos

Fátima disse...

Olá Victor,

Estou a um bom tempo em tuas páginas, tem preciosidades.

Obrigada pela visita e por me seguir.
Voltarei com certeza

Beijo
Fátima

Graça Pereira disse...

Victor
Que poema tão lindo, cheio de sensualidade, de amor e desejo.
Gostei muito. Parabens!
Um beijo
Graça

endim mawess disse...

linkei sua poesia:
http://linkninja.com.br/l183387/blog-pedra-dos-encontros

Joalex disse...

Caro amigo Victor Gil:
Como não te tenho visto no blogue sobre Abril, resolvi vir aqui cumprimentar-te.
Vejo que continuas inspirado, como sempre.
Um abraço!
José Alexandre

endim mawess disse...

adorei a sensualidade vi seu blog na pauta do endim mawess

Dalinha Catunda disse...

Olá Gil,
Você encanta sempre com sua poesia que brota da alma e sai espalhando romantismo e beleza.
Carinhosamente,
Dalinha

Sonia Schmorantz disse...

Obrigado pela visita estava a pensar por onde andava este poeta!
Um abraço, linda semana

elisa...lichazul disse...

pensamientos escogidos con la delicia del Poeta
FELICITACIONES VICTOR!!

besitos d eluz

José Carlos Brandão disse...

Meu amigo Victor Gil,
gostei de ler o teu soneto, e gostei de rever a tua pedra...
Um grande abraço.